América Central Cidade do Panamá MInhas Viagens Panamá

Cidade do Panamá | Conhecendo o Casco Viejo

casco_viejo_panama

Hoje falo sobre o primeiro passeio que fizemos quando ficamos na Cidade do Panamá. O Casco Viejo ou Casco Antiguo. Um lugar histórico e o segundo local mais visitado (o primeiro é o Canal do Panamá que falarei em breve) por turistas que querem conhecer mais sobre a cidade, comer e se divertir.

casco_viejo_panama-rua

Mas vamos contar minha opinião pessoal pois isso aqui é um blog pessoal e não uma revista de viagem. Agora vendo as nossas próprias fotos dá até raiva de não ser mais resistente ao calor e ter apreciado mais o local, mas não foi isso que rolou.

Fomos ao Casco Viejo em um lindo sábado de sol. Tão lindo e com tanto sol que em 15 minutos já estávamos pedindo transferência vitalícia para o Alasca.

Chegamos até lá de taxi. Logo antes de chegar ao miolo do Casco Viejo ficamos um pouco assustados com os arredores. Uma região nada bonita e bagunçada. Só piorou quando o taxista nos deixou em uma das ruas e disse:  “Aqui no meio é bem seguro e policiado, mas não vá além daquela rua e daquela pois poderão ter problemas” Oi…..Eu, medrosa como sou, nem queria mais descer do carro rs.

Mas ok, saímos e eu já comecei adorar a arquitetura local. Uma vila onde a cidade recomeçou em 1671, depois da “primeira cidade” ser saqueada e destruída por piratas (Panamá Viejo, as ruínas da antiga cidade, também pode ser visitadas).

Esta parte da cidade fica em um ponto estratégico com vista para o mar e onde foram construídos muros para proteção das invasões piratas nos séculos 16 e 17. Mas o que antes era a real cidade virou uma grande favela e só em 97 quando o local foi decretado patrimônio da humanidade pela Unesco é que a revitalização começou.

casco_viejo_panama_reforma

Dizem que foi uma das revitalizações mais rápidas da história, mas eu, que estive lá pela primeira vez em 2014, não consigo nem imaginar como era antes, já que confesso que esperava algo muito mais “revitalizado” mesmo.

Construções totalmente reconstruídas dividem o muro com casas literalmente despedaçadas. Restaurantes  lindos ao lado de casas velhas com lixo ao redor. Achei triste ver o potencial que o local tem e este descuido em algumas partes.

casco_viejo_panama_casas

Mas como eu amo ruínas e construções dos séculos passados, eu gostei de boa parte do que vi. O problema maior mesmo foi o calor. Aliás me desculpem que ama o calor e deve estar cansado de ler meus relatos sobre a cidade, mas sinto muito, eu realmente passei mal inúmeras vezes.  Andávamos uma quarteirão e parávamos na sombra para tentar respirar.

E graças ao clima, não passamos nem um terço do tempo que tínhamos pretendido mas deu para conhecer pelo menos alguns lugares interessantes.

casco_viejo_panama_igrejas

Fomos próximo a hora de almoço e achei tudo tão vazio que até estranhei. Alguns grupos de turistas com guias, mas não vimos mais de 30 pessoas no passeio total. Dizem que a noite parece mais agitado já que há bares “escondidinhos” e muitos restaurantes. Mas alguns locais nos disseram que é interessante ir para lá a noite com certo cuidado e ficar somente na região mais movimentada.

Por lá também há um museu do Canal, mas como visitaríamos o museu que fica no próprio canal, pulamos este.

casco_viejo_panama_arco_chato

O “El Arco Chato” foi a parte que eu mais gostei. O arco era parte da antiga Igreja de Santo Domingo que foi destruída pelo fogo em 1756. A igreja queimou e o gigante arco sobreviveu (desabou em 2003 mas foi reconstruído).

Aqui dá para ler mais sobre este interessante construção e o papel dela na escolha do país como local ideal para a construção do canal que ligaria os dois oceanos.

casco_viejo_panama_chapeu

No Casco Viejo é possível comprar artesanatos, lembrancinhas e o procurado chapéu Panamá, que para quem não sabe, é feito no Equador.  A tradicional loja Victor’s tem modelos lindos.

São várias lojinhas espalhadas por lá e são ótimas para dar uma trégua no calor.

casco_viejo_panama_oceano

A vista do mar e do skyline da cidade é belíssima e só por isso já vale o passeio. É bacana ver algo tão antigo e tão perto dos prédios mais modernos da América Latina.

casco_viejo_panama_onde_comer

E como eu disse, muitos vão lá para almoçar e jantar e dizem que vários dos melhores restaurantes da Cidade do Panamá, ficam lá.

Restaurantes, cafeterias e barracas ao ao livre (mesmo não entendendo como alguém consegue comer algo ao ar livre naquele calor).

Nossos planos de almoçar por lá foram por água a baixo quando minha pressão caiu de vez e tivemos que correr para o hotel e almoçar em outro lugar. rs.  Mas procure nos aplicativos de cel de lá que rola fazer reserva e escolher os melhores de acordo com a nota do local. (o app Degusta é uma ótima opção).

E se você já foi e gostou de algum restaurante por lá, indique aqui nos comentários.

Dicas:

Vá com calçado confortável e de preferência sem salto. Não esqueça o chapéu (ou compre um lá), o protetor solar e garrafinha de água.  Vale a pena passar repelente de mosquitos.

Roupas leves são quase obrigatórias na cidade toda em qualquer época do ano.

Pegue de preferência taxis com adesivos de cias de taxistas e ande nos locais indicados e antes de entrar no taxi já pergunte quando será a tarifa até o local desejado.

Veja mais informações no site oficial do Governo do Panamá.

.

Veja abaixo mais posts sobre a Cidade do Panamá

O hotel que passei o mês

Compras de luxo na Cidade do Panamá.

Biomuseo, primeiro edifício desenhado por Frank Gehry, na América latina


Você também pode gostar...

2 Comments

  • Vanessa
    08/02/2015 at 03:12

    Oi Cinthia!
    Cheguei até o seu blog através de uma pesquisa sobre a Argentina,que foi usado como base na viagem de uns amigos meus. Adorei hehe
    Sobre o calor é super compreensível,moro em uma cidade extremamente quente no interior de SP e tem dias que o calor é insuportável,você não conseguiria viver aqui kkkk difícil viu.
    Gostei muito das fotos,aliás tudo o que é de qualidade merece ser reconhecido e você tá de parabéns pelo lindo blog que possui!
    Adoro sua sinceridade,forma de escrever e as fotos lindas.
    Sucesso hj e sempre
    Um beijo

  • Cinthia Ferreira
    09/02/2015 at 13:59

    Puxa, muito obrigada 🙂
    E aí, nem me fale…eu morro no calor 🙁 Desde pequena eu passo mal e até quando eu ia para praia eu preferia ir no frio rs.
    Mas ainda tenho mais posts para escrever sobre o calor ahahah

    Bjs

Comente aqui

Translate »