É só a minha opinião Planejando sua Viagem Turismo

Quem tem medo de voar ?

aviao1 - Quem tem medo de voar ?

Como é que uma pessoa que ama viagens, ama conhecer novos lugares, ama sair do Brasil pode ter medo de avião ? Por mais estranho que possa parecer, meu nome é Cinthia Ferreira, tenho 32 anos, amo muito viajar e esta é a minha realidade.

Depois de receber vários e-mail e comentários de leitoras com e mesmo problema, resolvi falar um pouquinho sobre o assunto.

Não sei bem ao certo quando o pânico começou, pois antigamente andar de avião me deixava muito empolgada.

Lembro que a primeira vez que fui para Disney (há muuuuito tempo rs) e peguei época de tornado. Era minha primeira viagem internacional sem meus pais e o pequeno avião que pegamos entre Miami e Orlando parecia mais uma das atrações da terra do Mickey. O vento era tanto que tivemos que ficar umas 4 horas dentro do aeroporto esperando para retirarem nossas malas de dentro do avião.

Pensam que fiquei com medo ? Que nada, a viagem já tinha começado a ficar divertida, tanto que acabei tomando uma bela bronca quando resolvi ligar para meus pais umas 18 horas depois.

De lá para cá já peguei muitos voos e depois de alguns acidentes aéreos comecei ficar com um pânico absurdo de avião. A primeira vez que fui para fora do Brasil com meu atual marido (na época namorado), foi um momento de reveleção. Não sei como o coitado não me largou depois do show que eu dei a bordo de um teco-teco que fez a curta viagem de Buenos Aires a Montevidéu parecer uma volta ao mundo.

Odeio filmes de avião, odeio passar perto do aeroporto e odeio que a Austrália fique tão distante.

aviao2 - Quem tem medo de voar ?

O drama todo começa no dia anterior a viagem. Sempre acho que serão as minhas últimas férias e que com certeza vai acontecer algo. Se o voo for desmarcado ou qualquer outro motivo, eu já acho que é uma premonição e que preciso cancelar a viagem. Depois vem a arrumação de malas e a despedida no aeroporto. Sempre dou tchau para quem vai me levar pensando que é o último adeus.

Em seguida  vem o embarque, hora de apertar os cintos e finalmente começo ter ataques de pânico baixinhos e educados,  rezando para o avião não cair rs. Neste momento já tomei meu calmante e estou um tanto zonza para saber o que exatamente está acontecendo.

Logo que o avião sobe e estabiliza, eu começo a me comportar como gente e fingir que nada aconteceu. Se ele for assim tranquilo até o destino final está ótimo, se tiver turbulência eu rezo para o marido ter paciência e meu remedinho dar conta do recado.

Sim, falando deste jeito é ridículo, patético, já que estamos falando do meio de transporte mais seguro do mundo. Infelizmente o pânico é uma das coisas mais chatas que um ser humano pode ter.

Nestes anos de pânico já fiz terapia e estou bem melhor. Na última viagem só tomei alguns fitoterápicos e nem chorar chorei…rs. Ainda não fiz aquele tal curso em que se visita a cabine, mas certeza que ainda irei em busca disso.

Em hipótese alguma deixo de viajar para fora por conta do pânico, mas existem algumas coisas que ainda (sim, pois tenho certeza que um dia vou sarar) não abro mão. Só viajo acompanhada do marido, ainda não pego voos saindo de Congonhas, não faço ponte aérea, e procuro ir de táxi ao aeroporto para não ter que me despedir de ninguém.

Já perdi até trabalhos por conta disso, mas infelizmente ainda é mais forte que eu e continuo em tratamento para quem sabe, um dia, sarar de vez.

Tenho amigas que não viajam para fora do país por medo do avião, e estou muito feliz que semana passada uma delas venceu o medo, amou a experiência e já quer marcar uma nova viagem.

Eu sempre digo que quanto maior o avião, menor o medo, quanto mais empolgado você está para chegar no destino, menor o medo, quanto mais entretido você está com outros assunto, menor o medo.

Então se você adiou até hoje sua viagem ao exterior, seja como eu e siga em frente. Pesquise muito sobre o seu destino para ficar plenamente empolgado com a viagem, leve um bom guia do local e já vá lendo sobre os lugares que vai conhecer em breve, escolha uma poltrona que não chacoalhe tanto (a cia aérea pode ajudar na escolha), leve coisinhas gostosas para comer durante a viagem, recheie o seu mp3 de músicas que você ama, e se o seu caso for dramático como o meu, tente ir sozinho para o aeroporto e não se despeça de seus familiares como se fosse o último dia….isso pode ajudar.

Agora se nada disso adiantar, chegou a hora de procurar ajuda profissional. Existem ótimos psicólogos especializados em medo de voar.

Só não deixe de viajar por conta do medo. Já conheci tantos lugares incríveis nesta vida, que jamais me perdoaria por ter deixado o pânico me vencer.

ps: a Dri também fez um post sobre o medo de voar aqui

MakeUp Atelier Blog

.

Você também pode gostar...

32 Comments

  • 28/04/2012 at 02:59

    Tb me sinto péssima quando preciso viajar de avião…qualquer viagem de 50 min é suficiente para me deixar apavorada. E o pior de tudo é que esse pavor não acontece somente na hora da decolagem e do pouso, mas permanece durante toda a viagem…é horrível e só quem tem esse pânico sabe do que estou falando…
    Sou partidária da idéia de que, em caso de despressurização, não deveriam cair máscaras de oxigênio e sim um droga bem forte pra te fazer dormir profundamente!!!hahahahaha
    Mas é confortante saber que esse medo não acomete só a mim!!!hehehe
    Parabéns pelo blog…tá cada dia melhor!
    Beijão
    =)

  • Dri Zakzuk
    28/04/2012 at 13:21

    Oi Ci!!

    Já estou encaminhando este post! =)
    Quanto ao curso que você mencionou, fiz um post no meu blog… procure lá por Medo de Avião.

    E nossa viagem, todos juntos e de mãos dadas, está de pé!

    Bjs!!

    Dri Zakzuk

  • Isabella Rabello
    29/04/2012 at 18:57

    Eu não sabia disso, Cíntia! Que bom que vc está compartilhando isso com a gente. Eu não tenho medo, mas sempre fico muito nervosa com qualquer turbulência. Dá uma raiva pq olho pro lado e tá todo mundo dormindo, enquanto eu fico me sentindo numa montanha russa com qualquer balançadinha…
    Bjs

  • Isabelle
    30/04/2012 at 11:04

    Oi Ci!
    É bom saber que outras pessoas tb passam por isso.
    Meu medo não é como o seu, mas na hora da decolagem e do pouso…. Coitado do braço da poltrona e do marido!!!!
    E se tem uma turbulência então…. dá vontade de fazer que nem o Chico Xavier no incidente de avião dele (viu o filme??) Rezar para todos os santos!
    O pior é olhar pro lado e ver o maridão dormindo como uma criancinha!
    Parabéns pelo site!
    Bjks

  • leticia
    30/04/2012 at 13:50

    eu nunca tive medo de avião! achava o máximo passear e ficava sempre olhando tudo pela janelinha. Até o dia que meu namorado virou controlador de voo, eu fiz um curso de aviação e comecei a saber das histórias do dia-a-dia da profissão! Fiquei tão apavorada com os riscos diários e com o pouco caso que o governo trata os aeroportos e a fiscalização que eu comecei a ter pânico de voar! Uma semana antes de voar eu já ficava mal, se eu tivesse que viajar sozinha choraaaava… era horrível! Ainda mais que eu viajava toda hora pra visitar minha família que mora em outra cidade. Depois de algum tempo eu parei de ouvir as histórias da aviação e comecei a me concentrar nos pontos positivos da viagem (ser rápida e super segura) e voltei a ficar super tranquila! 🙂 O medo é psicológico mesmo!

  • Elvira
    30/04/2012 at 14:58

    Oi Cinthia. Faço parte daquelas que viajam só de carro, tenho realmente pavor de avião, mas não tenho o menor medo de estrada, de trem, de navio, etc. Fomos de Natal à Buenos Aires de carro o ano passado, sempre viajamos de carro, meu marido e eu. Fomos em fevereiro desse ano pra São Paulo, enfim, fomos à Europa de navio, só que, infelizmente não existe uma navegação marítima regular entre Brasil e Europa, então agora, só daqui a 4 anos é que iremos à Europa novamente e teremos que passar 9 meses pra retornar, aventura e tanto, né? Um abraço.

  • CIBELLE
    30/04/2012 at 16:33

    Seu texto ficou engraçado,mas sei bem que o panico não tem nda que faça vc rir.Torço para um dia vc sarar =0)
    Nossa mente nosso pior ou melhor amigo.
    Bjoss

  • Cinthia Ferreira
    30/04/2012 at 23:07

    Vc imagina estando ao meu lado na hora…rsrs É bizarro rsrs
    Mas eu tb espero muito vencer mais esta.
    Bjs

  • Cinthia Ferreira
    30/04/2012 at 23:09

    Gente de navio….caramba heim…rsrs Mas acho que eu tb tenho medo de navio..ahahah Nem seria medo do mar, mas sim de ficar fechada sei lá..rsrs
    Agora se um dia vc quiser contar esta sua experiência do navio por aqui será muito bem vinda…rsrs Achei incrível.
    BJs

  • Cinthia Ferreira
    30/04/2012 at 23:10

    Ai juuuuura….gente, eu pensava que depois dele virar controlador vc ficaria mais tranquila. Gente, agora eu que estou com mais medo…ahahah

  • Cinthia Ferreira
    30/04/2012 at 23:11

    ahahahha é fogo né. Eu olho e vejo as criancinha brincando e eu tendo um ataque…é muito cruel rs.
    E obrigada ;0)
    Bjs

  • Cinthia Ferreira
    30/04/2012 at 23:13

    POis é Isabella, muita gente nem imagina rs.
    E é bem isso mesmo, olho para o lado (quando consigo) e vejo o povo em paz e eu achando que vai acontecer uma desgraça rs.
    Bjs

  • Cinthia Ferreira
    30/04/2012 at 23:14

    Ahhh Dri, vou procurar sim e linkar aqui 😉
    E vamos viajar…uhuuu
    Bjsss

  • Cinthia Ferreira
    30/04/2012 at 23:22

    Nossa Má, eu concordo plenamente com a ideia da máscar viu rs.
    Mas fica tranquila que muita gente tb passa por isso. Acho que as vezes um tratamento ajuda muito, só basta achar um profissional que te entenda. Eu troquei 3 vezes de psicologa e agora me encontrei.
    Bjs e boa viagem para nós todas..rs

  • Fabiana
    06/05/2012 at 16:39

    Cinthia, adorei o post, ótima leitura…
    Em dezembro fui com meu marido e filho mais velho para BsAS, e deixei minha filha com meus pais, bizarro, eu abraça e beijava minha filha exatamente como vc disse, parecendo ser a ultima vez, e chorava que nem louca kkkk, e pedia para minha mãe sempre dizer a ela o quanto a amo, mas é engraçado pois desde que planejamos essa viagem parecia que eu estava em contagem regressiva para o pior, mas também não deixo de viajar por isso, final do ano NY me espera \o/ bjos

  • claudia
    08/05/2012 at 22:30

    Adorei o post!!!! Como pode, não combina, medo de avião e adorar viagem!!!!! Mais uma na lista….. tenho pavor de avião. Tenho viagem marcada para Europa em julho e não paro de pensar no trajeto todo, passando pelo oceano….aí meu Deus!!!!! mais, mesmo assim eu vou !!!! Bj

  • Paula
    14/05/2012 at 11:27

    Cinthia, eu lendo seu post e caramba, parecia que tu tava escrevendo de mim. Exatamente igual! Eu tenho 31 anos, já viajei um monte sem medo, mas depois do acidente da tam em congonhas, desandou tudoooo! Só fico relativamente tranquila quando vou com meu marido. E as vezes preciso viajar a trabalho, gente, como me faz mal, fico mto nervosa…só vou mesmo quando não tenho como negar. Como medo é algo que controla a gente né? é tão ruim. Mas não deixo ele me vencer por completo, AMO viajar e não deixo de fazer por causa do medo, pq eu sei que o dia que deixar o medo me vencer…nunca mais vou viajar…não posso NUNCA deixar isso acontecer.
    Adorei o post!!! me identifiquei por completo!
    beijos

  • Cinthia Ferreira
    14/05/2012 at 11:27

    Nossa gente é muito louco isso né ? Mas não podemos parar….está certíssima no que faz 😉
    Bjs e espero que com mais e mais viagens as coisas se acalmem 😉

  • Cinthia Ferreira
    14/05/2012 at 11:28

    hahahahah pois é 😉
    Tem que ir mesmo…depois que chegar no lugar vai esquecer do medo que passou e vivenciar coisas lindas 😉
    Bjs e boa sorte

  • Cinthia Ferreira
    14/05/2012 at 11:34

    Gente como pode isso né ? E não pode meeesmo se deixar levar. Acho que mesmo indo aos pouquinhos, não podemos parar e tentar superar um pedacinho a mais a cada dia…e quem sabe uma hora vencê-lo por completo.
    Bjs e vamos que vamos, o mundo nos aguarda.

  • Bruna de Almeida
    14/05/2012 at 15:48

    Oi Cinthia!

    Quando eu vejo todo esse pavor de avião não consigo compreender muito bem…meu pai sempre trabalhou na manutenção de aviões e eu sempre estive antenada com todos os procedimentos e por isso minha calma. Para se ter uma ideia, um avião nunca sai para um novo voo sem antes ter um check completo. Se formos pensar, quantas vezes fazemos um check em nossos carros? São tantos cursos e licensas necessárias para se chegar perto de um avião que chega até espantar. E tudo isso para manter a segurança! Há problemas com controladores de voos? Há, e assemelha-se a um farol com prolemas. Mas cada avião opera em uma altitude diferente…então há uma segurança extra. E não há o que normalmente temer com as turbulências, é como se estivéssemos em uma ventania dentro de um carro. Para isso aconselho sempre poltronas antes da asa, quanto mais para o fundo, mais barulho e balanço. E sobre as máscaras de oxigênio, não deixa de ser um remédio. Não estamos acostumadas a ter oxigênio demais e o corpo reage diferente com oxigênio em demasia…e isso mesmo vai acalmando, por incrível que pareça. E a matemática não erra: quantos inúmeros vôos saem por minuto e quantos acidentes por ano acontecem? Agora compare a um carro…nós deveríamos ter pânico ao entrar num carro, não num avião! Espero que tenha ajudado…e avião é a engenharia mais maravilhosa que existe! E para ele cair, são tantos erros que devem acontecer juntos que ou você está na sua hora de visitar os anjos ou não tem erro hahahaha E boa sorte! Confie na engenharia, agradeça se o voo atrasar por eles estarem consertando algo rs! Muita perseverança àqueles que tem medo, procurem ajuda e aproveitem! Viajar é maravilhoso!
    Beijão

  • Bruna de Almeida
    14/05/2012 at 15:51

    Ci, desculpa pelos dois comentários. O que vale é o último. Meu iphone deu um tilt aqui e fez o refresh da pagina e nao percebi que havia enviado. Bjos

  • Valéria
    23/05/2012 at 11:41

    Olá! Cheguei aqui através do site da DriEverywhere.

    Que engraçado, já ia dizer que parecia que o post tava falando de mim e vi o comentário da Paula falando o mesmo. E é mesmo: tenho 32 anos, viajei de avião pela primeira vez para a Disney com 15 anos, em excursão sem ninguém da família (só uma prima da mesma idade) e nem liguei! Depois só voltei a andar de avião muitos anos mais tarde, sempre viagens curtas (passei a visitar meus irmãos que moravam em Uberlandia (sou de BH) com preço de ônibus e tal, mais aproveitando promoções pra ir em SP, fui em Santa Catarina…) e continuava adorando, ficava na janela o tempo inteiro olhando a vista e achando a coisa mais legal do mundo.
    Até que no ano passado a coisa desandou de uma hora pra outra: tudo começou quando andei pela primeira vez de Tam e na minha cabeça só me vinham os dois acidentes dela em Congonhas. Depois disso, alguns pequenos incidentes começaram acontecer nessas curtas viagens: piloto que não consegue estabilizar o avião no procedimentos antes do pouso, mesmo em céu claro e sem nuvens (mas o pouso mesmo foi normal), avião que depois que taxiou para decolar teve que dar meia-volta por causa de um problema elétrico (só trocamos de aeronave porque o aeroporto iria fechar antes de resolver) e… pronto!! O pânico apareceu!!
    Só não chego a chorar, fico como você diz, num pânico quietinho e educado, mas penso sempre “e se cair”?? e se for minha última viagem?”. As mãos suam… É terrível mesmo, também estou conseguindo na base do calmante (até então nunca tinha tomado um na vida!).
    Mas, como você, não quero deixar que isso me impeça de viajar, fui para Buenos Aires em Janeiro, e estou pra fazer outra viagem internacional mês que vem! Acho que é o lado racional que me empurra pra viajar sabendo que é seguro e que é tudo bobagem. Mas na hora H, vem o medo irracional… Espero que isso passe… para todas nós!
    Um abraço.

  • Cinthia Ferreira
    23/05/2012 at 22:25

    Bem vinda Valéria 😉
    E estou cada dia mais assustada de saber como tem gente com este p6anico né ? Pior que parece que só nós somos maluquinhas assim, depois vemos que é tudo igual. O importante é nunca deixar o medo vencer…somos mais fortes que ele e temos que continuar viajando meeeesmo
    Bjs e vamos sarar;)

  • cacau
    18/06/2012 at 10:26

    Oi! Estou indo viajar no começo de julho para Santiago do Chile, e só de pensar já estou passando mal, achando q algo vai acontecer não estou conseguindo nem dormir direito, já pensei em desistir, achei uma passagem de ônibus, já pensei em encarar de carro mesmo. Estou me sentindo péssima não sei se vou conseguir entrar no avião…o medo é enorme e quando fala com alguém só escuto ai que bobeira para com isso.. etc..
    Espero conseguir me livrar desse medo até mês q vem.

  • Cinthia Ferreira
    19/06/2012 at 10:04

    Olha Cacau, se o medo estiver muito forte, vale a pena procurar ajuda de um profissional antes. Mas se pensar no quanto de coisa fantástica vc viverá por lá, a coragem aumenta um pouquinho. Eu sempre sofro, mas sofria muito mais se tivesse deixado de conhecer tudo o que conheci nestes anos todos.
    Vai com fé 😉

  • Um convite, uma viagem, um encontro e muitos amigos. | Fast Fashion Blogs
    26/06/2012 at 12:05

    […] eu topei, mas para quem não sabe (ou não leu este post) eu sou uma blogueira de turismo que tem medo de avião e não fazia viagens aéreas nacionais há […]

  • Ana Paula
    28/06/2012 at 22:54

    Oi! Já nadei de avião algumas vezes sem problema nenhum. Mas, quando tive minha filha as coisas mudaram. Vou para São Paulo agora em Julho para visitar meus pais e não paro de pensar que algo vai acontecer durante o voo. Tenho uma sensação horrível, um aperto no peito e me sinto impotente se algo acontecer e eu não puder fazer nada pela minha filha que só tem dois anos.
    Isso está me incomodando muito. Será que alguém pode me dar um dica de como me acalmar?

  • Cinthia Ferreira
    29/06/2012 at 12:30

    Olha Ana Paula, como eu disse no post, tem horas que só um conselho não ajuda tanto. Acho que se vc procurar uma psicologa especializada neste tipo de trauma, pode ter um resultado bem rápido e efetivo.
    Tentar levar um livro, música ou algo que goste, pode te distrair e ajudar a enfrentar o medo 😉 E no mais…pense sempre positivo poir mais complicado que seja.

  • Daniella
    02/08/2013 at 18:45

    Ci, Adoro seus posts!
    Acho que sempre falo isso pra você, mas é porque é verdade!!! hahaha

    Sobre o medo de voar é compreensível, mas dá pra resolver rapidamente com PNL/hipnose.
    Mês passado conheci uma menina quem nem conseguia entrar no avião e ela foi “curada” com o uso dessas técnicas. São simples, rápidas e indolor. Terapia até pode funcionar, mas demora. Ele resolveu o medo dela em 1 sessão. Umas 3 ou 4 horas. Super bacana!

    Ela queria ter coragem de curtir a lua de mel com o marido e seria uma viagem internacional. Ela disse que já tinha decidido, comprado a passagem e desistia na hora de entrar no avião, mas que dessa vez seria a Lua de Mel e ela queria entrar!

    E com uma sessão ela conseguiu! Bacana demais!

    Boa sorte com isso. Beijos

  • Cinthia Ferreira
    05/08/2013 at 10:29

    OI Daniella, obrigada 😉
    Sabe que já me falaram isso, mas nunca fiz não.
    Vamos ver se um dia eu tento algo do tipo.
    Bjsss

  • Amanda
    30/08/2014 at 05:51

    Nunca comentei aqui mas hoje tive que comentar!
    Eu sou assim, exatamente assim, e isso me deixa triste porque é um sofrimento quando tudo devia ser prazeroso.
    Sempre que tenho a oportunidade de viajar me sinto tão animada mas logo penso no avião e reflito se não seria melhor não ir dessa vez…

    Sempre acho que há sinais me avisando pra desmarcar a viagem ou desistir, vejo sinais em tudo, é neurótico mesmo. Por exemplo agora, vou viajar semana que vem e agora estou pensando que seria muito irônico eu mandar essa msg e semana que vem meu avião cair.
    Até hoje nunca desisti porque AMO viajar mas tenho receio que a coisa piore com os anos e um dia a paixão por viagens não resista ao medo :/

Comente aqui

Translate »