America do Norte Estados Unidos Memphis Tennessee

Memphis | Hotel, passeios, restaurantes, Graceland e mais

Continuando as dicas da nossa viagem, hoje falo sobre Memphis, cidade do Blues, do Rock, do Elvis e da luta contra o racismo. Passamos 3 noites pela cidade, fizemos os principais passeios e conhecemos um pouco da história desta cidade.

Veja o roteiro com mapa da nossa Road trip pelos Estados Unidos aqui

Então antes das dicas, vamos ao vídeo dos 3 dias que ficamos lá. Aperte o play ou clique aqui.

Como chegar em Memphis ?

Nós estávamos de carro pois fizemos uma road trip cruzando o país. Acho legal juntar a viagem para Memphis com Nashville e Chicago (postei dicas de Chicago aqui), fazendo tudo de uma vez só.

A estrada até lá não é tão boa como outras estradas que fizemos nos EUA, nem tem paisagens bonitas, mas é uma viagem tranquila.

Onde se hospedar e quantos dias ficar em Memphis ?

Como disse, ficamos 3 noites em Memphis. Como decidimos nossa viagem apenas um mês antes devido ao projeto do marido, o hotel que queríamos ficar estava lotado (neste aqui ) e Memphis não é uma cidade com grandes opções.

Escolhemos o Madison Hotel,  hotel todo decorado com estilo musical, com ótimo atendimento, muito bem localizado, mas nosso quarto deixou muito a desejar. Uma opção para quem quer um quarto simples sem atrativos, mas quem está acostumado com hotéis melhores irá sentir.

Veja os melhores hotéis de Memphis aqui

Como estávamos no meio do inverno, as ruas eram bem vazias a noite. Há áreas mais perigosas, então nos indicaram caminhar apenas dentro de um perímetro x para não corrermos riscos. No início fiquei bem assustada com a cidade, mas no segundo dia já nos acostumamos.

O que fazer em Memphis ?

A alguns quarteirões do nosso hotel está a famosa Beale Street. Lá estão os bares mais famosos e históricos, mas é o local bem turístico. Dizem que os locais vão em bares fora da região central, como era de se esperar.

Os bares ficam um ao lado do outro e há várias opções de bandas e estilos musicais que mudam a cada hora. A dica dos moradores é… caminhe pela rua e entre no bar que estiver tocando uma música do seu agrado, simples assim. O foco lá não é escolher o local e sim seguir as melhores bandas.

Alguns bares cobram um valor de entrada (média 5 dólares) e outros não cobram nada e ganham na gorjeta e consumação. Independente do valor da entrada é de maior bom tom deixar uma gorjeta para a banda.

Nós assistimos shows no clube do B.B. King e na Rum Boogie, que tinha duas bandas muito legais. As pessoas costumam pedir bebidas e petiscos e passarem um tempo assistindo as bandas.

Na região central é bacana caminhar pelas ruas e ver alguns monumentos, lojas históricas e pontos importantes para indústria da música. Há várias placas e peças de arte que contam histórias ou homenageiam personalidades.

Afinal, Memphis é um ponto importantíssimo para quem faz a The Blues Trail, umas das road trips mais conhecidas dos Estados Unidos.

Um dos passeios que nos pegou de surpresa foi a visita à fábrica de guitarras elétricas Gibson. Passamos em frente a fábrica, entramos para conhecer e ficamos sabendo do tour. Marcamos para o dia seguinte já que nos disseram que os melhores horários são os primeiros horários ou o horário logo após o almoço. Expliquei isso tudo no vídeo.

O tour é incrível e vale muito a pena. Vimos o processo completo de produção das guitarras. Da separação e corte das madeiras, até a pintura e testes para ser embalada e vendida.

Mês passado vimos que a empresa estava em processo de falência, o que é muito triste para uma das grandes marcas de guitarra do mundo, mas pelo que vi no site o tour está normal e a fábrica continua funcionando. Confira antes de ir.

Outro passeio bem requisitado é o desfile dos patinhos no The Peabody Memphis. Basta chegar no lobby do hotel antes das 11 da manhã e esperar os mascotes descerem de elevador e entrarem na fonte.

Também fizemos o tour no Sun Studio (o berço do Rock e onde o Elvis gravou seu primeiro disco). O tour é rápido, por uma sala com vários itens dos artistas que gravaram ali, do dono do estúdio onde um guia conta a história do nascimento do rock e da descoberta de Elvis Presley.

Depois do pequeno museu é que vamos até os reais estúdios que foi utilizado por tantas celebridades da música. Como a filha de uma leitora nos recebeu por lá, pudemos entrar e ver a sala de gravação por dentro. Certeza um local icônico que não pode passar batido por quem visita a cidade.  Dá para fazer o passeio em menos de 2 horas.

Se Memphis foi palco de um incrível cenário musical, também foi palco de um dos mais terríveis assassinatos da história. No Motel Lorraine que mataram Martin Luther King Jr enquanto visitava amigos na cidade.

Hoje em dia a fachada do Motel está intacta, mas dentro virou o  National Civil Rights Museum, um museu interessantíssimo e diria que um passeio obrigatório para quem quer entender mais sobre a luta racial americana e como eram os tempos na época da escravatura, a segregação racial e as mudanças que acontecem até os dias de hoje.

O museu é bem interativo, informativo e mistura textos e ambientação com cenas que fizeram parte da história americana e é sempre lembrada nos filmes da guerra civil.

Já do outro lado da rua, tem a continuação do museu que ocupa o prédio usado pelo atirador que acertou Martin Luther King Jr. Dá para ver a janela que o mesmo se posicionou, assim como no museu que visitamos em Dalas, sobre o assassinato de Kennedy (mostrei aqui).  Vale muito a visita. Separe umas duas ou três horas para o museu e depois ande pela região.

Como visitar Graceland e a casa do Elvis ?

Sim, Graceland é um dos principais motivos de Memphis receber tantos turistas. A antiga fazenda Graceland hoje é um complexo gigantesco com tudo relacionado ao grade astro do rock.

Meia hora do centro de Memphis está o paraíso dos fãs. Um grande parque com estacionamento, restaurantes, lojas, museus e a famosa canção do Elvis Presley. No video eu mostro como funciona a visita, os tipos de tour o que vimos por lá. Mas como este é um assunto que rende bastante, farei um post exclusivo com fotos e mais informações.

Aliás, quem quiser ir para Memphis só para visitar Graceland pode se hospedar no novo The Guest House at Graceland, hotel temático que fica ao lado da casa do Elvis.

Agora o passeio mais inesperado foi na Bass Pro Shops at the Pyramid que é aquela loja de equipamentos esportivos, que fica dentro de uma gigantesca pirâmide. Para mim era só uma contrução meio brega no meio da cidade mas que na verdade é um passeio interessantíssimo.

Dentro da piramide há um hotel que ocupa suas laterais em 3 andares e no meio uma loja gigantesca que mais parece um pântano. É lindo, quase um parque da Disney. A loja vende artigos esportivos de todos os tipos, tem restaurantes temáticos, pista de boliche imitando fundo do mar, aquários, atrações para as crianças e a parte mais legal, um elevador panorâmico altíssimo que te leva ao topo da pirâmide e dá uma vista panorâmica da cidade e da divisa do Estado. O pôr do sol de lá é muito legal.

Para subir no elevador você compra um ticket ou se almoçar ou jantar no restaurante lá do alto não paga a subida.

Sim, coloque no seu roteiro que vale muito a pena.

Onde comer em Memphis ?

Se em St Louis (contei aqui) comemos muito bem a ponto de eu morrer de saudades, Memphis não nos agradou tanto. Fomos em alguns dos restaurantes mais recomendados, mas nenhum ficará na memória.

O primeiro restaurante que fomos foi o Itta Bena, que fica em cima do BB King e é tido como um restaurante romântico (foto acima). Tivemos que fazer reserva antecipada pois é lotado mas não achamos nada demais. Um restaurante gostosinho qualquer.

Também fomos conferir o famoso lanche do Central BBQ, que tem duas ou 3 unidades e é o tipo de lanchonete que aparece em todos os guias e programas de viagem.

Bom para quem quer comida barata, tradicional e tem lanches bem saborosos, o lugar é bagunçado demais para meu estilo mas estava bem gostoso.

O melhor mesmo foi o  moderninho The Gray Canary que fica junto com a destilaria, tem decoração linda, um bar maravilhoso, super bem freqüentado por locais só que como tinha sido inaugurado ha pouco tempo, estava uma lotação absurda com atendimento a desejar. Mas a comida foi ótima. Um tanto cara pelo oferecido mas bem saborosa.

Saímos da cidade sem conseguir fazer tudo que estava nos planos, mas fizemos 90% dos passeios. Nossa próxima parada será Nashville, cidade que amei muito. Aguardem!

 Assine nosso canal aqui e não perca os próximos vídeos. 

 

Você também pode gostar...

Nenhum comentário

    Comente aqui

    This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

    Translate »