• #CinthiaNaCozinha | Receitas Doces e salgadas com passo a passo

    Para facilitar a busca de todos, resolvi fazer este post com todas as receitas que foram postadas aqui no Spicy Vanilla. São receitas doces, salgadas e deliciosas. Fotos do passo a passo para ajudar até quem não ainda não tem muita experiência na cozinha. Gire a barra de rolagem e...

    Leia mais...
  • 10 itens para não esquecer na hora de planejar o orçamento da sua viagem

    Pois é pessoal, aproveitei um dos meus 30 dias em Buenos Aires e gravei um vídeo reunindo dicas que muita gente me pede. Falei sobre os 10 itens que você não deve esquecer na hora de planejar o orçamento da sua viagem. No vídeo eu comentei um pouco sobre cada...

    Leia mais...
  • Vídeo | Dicas para fazer compras nos outlets dos Estados Unidos

    Por mais que eu fale de roteiros, passeios e comidinhas, o que mais me pedem são dicas de compras. Então separei umas horinhas desta última viagem para falar sobre os famosos outlets dos Estados Unidos e dar algumas dicas úteis. Há uns 15 anos visitei meu primeiro outlet nos Estados...

    Leia mais...
Postado por Cinthia Ferreira em 17-set-2017

Arosa Line | A viagem pelas montanhas nevadas de Chur até Arosa na Suíça

arosa, Chur, Europa, Suiça, Turismo

arosa line switzerland - Arosa Line | A viagem pelas montanhas nevadas de Chur até Arosa na Suíça

Ontem eu falei sobre nossa passagem pela cidade de Chur / Coira neste post, hoje eu falo da viagem bate e volta que fizemos para Arosa, no trem vermelho que sobe as montanhas e passa por paisagens incríveis.

Nosso Roteiro de um mês na Suíça | Cidades, hotéis e restaurantes

Mas vamos começar pelo vídeo né ? Se é que você não o assistiu no post de ontem. Aperte o play ou clique aqui.

 

Arosa Line | Rota: Chur–Arossa Duração: 1 hora

“Em apenas 26 quilômetros, a Arosa Line atinge 1.000 metros de altitude. Como um bonde, o RHB (Rhaetian Railway) primeiro serpenteia por Chur – passando pelas muralhas, a Torre Maltesa e o Portão Superior (Upper Gate). Minutos depois, o trem segue o seu caminho pela paisagem montanhosa de Schanfigg. Pouco antes de chegar a Arosa, a locomotiva atravessa o viaduto Langwieser, acima do rio Plessur.” Fonte

trem arosa chur viagem - Arosa Line | A viagem pelas montanhas nevadas de Chur até Arosa na Suíça

Veja aqui todos os nossos vídeos sobre a Suíça 

Como falei no video e em todos os nossos posts com dicas da Suíça, nos utilizamos o SwissPass durante o mês que passamos lá. O nosso era o passe que dá direito a 15 dias de viagem dentro de um mês em primeira classe. 

Para o Arosa Line nós fizemos reserva gratuitamente no site só para garantir o local. Nós queríamos ficar no primeiro vagão para ver a paisagens de todos os ângulos possíveis.

Acima a plaquinha que mostra se o assento tem ou não tem reserva. Esta é a versão mais simples já que alguns trens tem tudo digital. nesta versão eles puxam a plaquinha para deixar avisado que o assento esta reservado. Se está vermelho, só que fez a reserva para aquele banco pode sentar. Se não tem nada, qualquer um pode sentar no lugar que quiser.

Neste vagão da primeira classe só estávamos em 3. Nós dois e mais uma viajante. Então nós mudamos de lugares a cada hora que um dos lado parecia mais interessante.

reserva trem suica - Arosa Line | A viagem pelas montanhas nevadas de Chur até Arosa na Suíça

O trem demora uma hora para percorrer apenas 26 Km, ou seja é um trem lento que faz 5 paradinhas rápidas no caminho. A velocidade é perfeita para observar tudo e as vezes até rápida demais para quem assim como nós, ama fazer fotos tentando nos esquivar dos reflexos dos vidros.

Trem panorâmico na Suíça | Luzern – Interlaken – Montreuxviagem de arosa ate cur - Arosa Line | A viagem pelas montanhas nevadas de Chur até Arosa na Suíça

Estávamos em pleno inverno com temperatura de -12. Neste dia nevou bastante e a floresta inteira estava branquinha. Somente nosso trem vermelho para colorir a paisagem bucólica e encantadora do local.

Pequena casinhas quase como se fossem confeitadas de açúcar nos encantavam a cada cidadezinha que cruzávamos.

trem vermelho suica - Arosa Line | A viagem pelas montanhas nevadas de Chur até Arosa na Suíça

Na mesa do trem eles mostram as linhas existentes na região e as famosas pontes que podem ser vistas em cada viagem, como o Brusio Circular Viaduct no trajeto do Bernina Express.

O passeio de ônibus que fizemos de Bellinzona até Chur também faz parte da região que e estradas tombadas pela Unesco.

arosa line - Arosa Line | A viagem pelas montanhas nevadas de Chur até Arosa na Suíça

Neste nosso trajeto de Chur até Arosa nós passamos pelo Langwieser Viaduct. No vídeo dá para ver bem a paisagens linda. E nas fotos abaixo um pouquinho do viaduto.

tem arosa chur ponte - Arosa Line | A viagem pelas montanhas nevadas de Chur até Arosa na SuíçaJá em Arosa o único passeio que fizemos  foi a subida da montanha de bonde. Usamos o Facility Tour Urdenbahn para ir até o primeiro estágio por conta do tempo fechado. Quem quiser pode aproveitar o restaurante lá no alto. Dizem que é bem bonito.

Nevou bastante e estava baste frio com várias coisas fechadas. Então só almoçamos, fomos até a montanha e já pegamos o trem de volta para Chur.

Fora do inverno é possível trocar os esportes de neve pelas caminhadas. A trilha dos esquilos é bem famosa.

Quem quiser se hospedar em Arosa em grande estilo o Tschuggen Grand Hotel é um cinco estrelas super procurado e que deve ser reservado com antecedência pois tem grande procura. Nós mesmo não conseguimos vaga por lá e por isso ficamos em Chur.

nusstorte - Arosa Line | A viagem pelas montanhas nevadas de Chur até Arosa na SuíçaFoto da Nusstorte a torta tradicional e elogiada da Weber Konditorei, confeitaria que fizemos nosso lanche. 

viagem trem panoramico - Arosa Line | A viagem pelas montanhas nevadas de Chur até Arosa na Suíça

No final das contas o que valeu mesmo foi a viagem de trem que é linda demais e realmente vale a pena. Acho que eu faria mesmo que fosse para nem desembarcar do trem e voltar para Chur.

Veja mais fotos de Lugano no instagram @spicyvanillanomundo e na hashtag #SpicyVanillaNaSuiça

Quem quiser ficar por dentro de tudo que for postado aqui poderá receber o conteúdo completo de cada post em seu email. Basta assinar a newsletter do blog aqui.

Mais posts sobre a Suíça

.

Nosso seguro de viagem na Suíça e no mundo é o Premium Assintance do grupo Ommint
Clique aqui  e use o cupom SPICYVANILLA20 para ganhar 20% de desconto no seguro de viagem para qualquer lugar do mundo.

.

O Spicy Vanilla viajou de trem/ônibus pela Suíça a convite da  Swiss Travel System.

Postado por Cinthia Ferreira em 22-ago-2017

Locarno e Ascona, mais um pedacinho da Suíça Italiana

Ascona, Locarno, Suiça

Depois de passarmos alguns dias em Lugano (posts aqui), resolvemos passar mais um dia na Suíça Italiana e fomos para Locarno onde passaríamos a noite e conheceríamos mais de Locarno e de sua vizinha Ascona. Um dia e meio foi o suficiente para andar pelos duas cidadezinhas e babar pela beleza das vielas, do lago e do castelo medieval.

Gravamos um vídeo das nossas andanças por lá, então aperte o play (ou clique aqui) e viaje conosco.


Agora vamos aos detalhes da Viagem…

centro historico locarno - Locarno e Ascona, mais um pedacinho da Suíça ItalianaDescemos na estação de trem de Locarno, pegamos um ônibus local que nos deixou na frente do castelo.

As ruelas que nos levaram até o hotel eram belas subidas de paralelepípedo e foi bem chatinho andar com as malas até lá. Mas valeu a pena pois eu fiquei apaixonada pela arquitetura local.hotel locarno 1 - Locarno e Ascona, mais um pedacinho da Suíça Italiana

Como uma cidade histórica bem preservada, optamos por nos hospedar em um antigo edifício do século XV, bem no centro da cidade antiga que hoje é um mini hotel de design decorado por artistas locais.

O Café dell’Arte (reserve aqui) é um B&B bem simples mas bem bonitinho, limpo com atendimento fofo das donas que também tem um atelier e uma loja no mesmo prédio. Um hotelzinho somente para passar a noite e conviver um pouquinho com tanta história.

piazza grande locarno - Locarno e Ascona, mais um pedacinho da Suíça ItalianaDe cara já passamos pela Piazza Grande Locarno, a grande praça da cidade que é palco do famoso festival de filmes que acontece em Agosto.

Visconteo Castle - Locarno e Ascona, mais um pedacinho da Suíça Italiana

Nosso ponto de ônibus era bem na frente do Castello Visconteu, um castelo medieval lindo que por estar fechado, só conseguimos olhar por fora.

E mesmo tento passado por ele 3 vezes, foi só no dia seguinte que conseguimos andar em volta e observar melhor a magnífica construção.

lago locarno ticino - Locarno e Ascona, mais um pedacinho da Suíça Italiana

Locarno também é uma cidade que fica a beira do lago. A vista é linda como em todos os cantinhos da Suíça.

Caminhamos à beira do lago um bom pedaço, até chegar no clube Lido onde tínhamos a intenção de almoçar. Como estava fechado, decidimos voltar para o jantar.

Aproveitamos e pegamos o ônibus local para visitar Ascona, cidade que fica ao lado de Locarno e em 15 minutos já estávamos lá.

centro historico ascona - Locarno e Ascona, mais um pedacinho da Suíça ItalianaDescemos no ponto de Ascona que o motorista indicou e lá fomos nós perambular sem destino pela cidade. Uma belezinha.

Prédios históricos abrigam lojinhas de grifes, cafés e restaurante. Tudo lindo, colorido e muito bem conservado.

Ruelas desertas por conta do domingo, mas com detalhes que nos fizeram perder horas observando as fachadas, os portões, correntes, iluminação e as ruas de pedra. Parece cenário de filme, ou parece que o tempo parou.

Pegamos algumas ruas aleatória e fomos subindo escadinhas de que nos levariam até um hotel de design e depois a uma pequena capela. Lá do alto o por do sol, o lago e a vista da igreja estavam compondo a foto perfeita.

lago ascona - Locarno e Ascona, mais um pedacinho da Suíça Italiana

Descemos e fomos sentido ao lago caminhar pela margem enquanto o sol amenizava o frio. Os restaurantes do outro lado nos deixaram com tanta dúvida do que escolher que resolvermos comer um lanchinho cominhando para depois jantar no restaurante do Lido Locarno que tinha sido altamente recomendado.

Ascona é linda, elegante e merece demais um bom passeio pelo centro e pelo lago. Coisa que dá para se fazer em 3 ou 4 horas com calma.

lido locarno - Locarno e Ascona, mais um pedacinho da Suíça ItalianaQuando o sol se pôs fomos para o ponto do ônibus voltar para Locarno. Paramos direto no Lido Locarno, o centro aquático com várias piscinas, atividades e o tal restaurantes famoso.

O complexo do Lido é moderníssimo e lindo e o restaurante não deixa por menos, Lindo e agradável. Comidinha boa com o preço padrão da Suíça, que é sempre alto mas nesta altura da viagem já nem estranhávamos mais. Foi um bom jantar.

castelo locarno - Locarno e Ascona, mais um pedacinho da Suíça ItalianaVoltamos para o hotel caminhando, conhecendo mais algumas ruas da cidade a noite, que também é linda e fomos dormir para acordar cedo e conhecer o centro de Locarno.

igreja locarno - Locarno e Ascona, mais um pedacinho da Suíça Italiana

O nosso hotel só serve café da manhã no verão (apesar de ser um B&B) e no inverno, pelo pouco movimento, somente quartos para passar a noite mesmo. Nos indicaram a Marnin, uma confeitaria local e lembro até do gosto do croissant de chocolate, do pão de pretzel que mostrei no vídeo  e do Ameretti que comemos por lá.

Uma das mais antigas e tradicionais de toda a região. Cheia de locais esperando suas mesas para um café. Nós tinnhamos pressa, então comemos enquanto andávamos por todas as pequenas travessas que eu decidia conhecer.

Como o dia amanheceu nublado nossos planos de subir o funicular foram deixados para trás e quando o sol apareceu, já era hora de partir.

No mesmo dia ainda passaríamos duas horinhas em Bellinzona onde depois pegaríamos o ônibus para ai até Chur e foi uma das partes mais lindas da viagem. Mas isso é assunto para outro post.

Veja mais fotos de Lugano no instagram @spicyvanillanomundo e na hashtag #SpicyVanillaNaSuiça

Quem quiser ficar por dentro de tudo que for postado aqui poderá receber o conteúdo completo de cada post em seu email. Basta assinar a newsletter do blog aqui.

Mais posts sobre a Suíça

Nosso seguro de viagem na Suíça e no mundo é o Premium Assintance do grupo Ommint
Clique aqui  e use o cupom SPICYVANILLA20 para ganhar 20% de desconto no seguro de viagem para qualquer lugar do mundo.

 

Postado por Cinthia Ferreira em 26-jul-2017

Lugano | Onde ficar e o que fazer na cidade

Europa, Lugano, MInhas Viagens, Suiça, Turismo, Videos

lugano 2 - Lugano | Onde ficar e o que fazer na cidade
Depois de mostrar nosso hotel em Lugano aqui, vamos conhecer um pedacinho desta cidade belíssima da Suíça italiana que lembra muito nosso Rio de Janeiro, tem um belíssimo lago cercados por montanhas ensolaradas e a deliciosa culinária italiana. 

Vamos começar o post com o vídeo que gravamos por lá fazendo tour no hotel, a cidade, restaurantes e os passeios que fizemos. Aperte o play ou clique aqui para assistir.

A cidade de Lugano é o terceiro maior mercado financeiro do país e também é um importante polo turístico. Lá perto estão Locarno, Belinzona e Ascona, outras cidades belas que falarei mais nos próximos posts.

como chegar em lugano - Lugano | Onde ficar e o que fazer na cidade

Como chegar em Lugano ?

Como toda nossa viagem pela Suíça, chegamos a Lugano de trem em uma viagem linda com belíssimas paisagens. Pegamos o trem em Luzern e em duas horas estávamos em Lugano. A cidade fica a duas horas e meia de trem de Milão, na Itália.

Viaje com SwissPass (compre o seu aqui e receba no Brasil)

Se estiver de trem, com malas e quiser ir ao centro da cidade, onde estão localizado vários hotéis, há um funicular que sai do outro lado da rua da estação e desce até o miolinho central. Se estiver sem malas aproveite para ir da estação até o centro pela escada que vai até a parte baixa da cidade e já passe pela catedral, nem que seja para apreciar a vista.

lugano lago - Lugano | Onde ficar e o que fazer na cidade

Quanto tempo em Lugano ?

Nós passamos 2 noites na cidade pois já que estávamos no inverno, não poderíamos fazer vários passeios interessantes por lá. Então, neste tempo deu para curtir o hotel, conhecer o centro, andar bastante pela cidade e visitar o Monte Bré. Mas não conseguimos visitar museus e nem outros pontos que eu tinha interesse. Portanto eu indico pelo menos duas noites para quem quiser fazer um passeio geral, uma noite para quem só quer conhecer o centro, o lago e subir ao Monte Bré no por do sol do verão, ou uns 4 dias para quem quiser fazer um bate e volta na região de Como, na Itália, que fica a menos de uma hora, fazer o passeio de barco no lago e conhecer museus, igrejas e galerias.

lugano hotel - Lugano | Onde ficar e o que fazer na cidade

Onde se hospedar em Lugano ?

Nós ficamos em um dos melhores hotéis de Lugano, o novíssimo cinco estrelas, The View Lugano (veja a resenha completa aqui) que tem uma localização perfeita para quem quer uma vista espetacular, ficar perto da natureza e logo do agito do centro. Se você não estiver de carro, não se preocupe porque o hotel fornece carros elétricos gratuitamente para os hospedes. Você só precisará de taxi para chegar e sair do hotel que fica a 2 km da estação de trem.

Agora quem quiser opções mais em conta há vários hotéis no centro da cidade com ótima localização para quem, por exemplo, só vai passar uma noite por lá.

lojas via nassa lugano - Lugano | Onde ficar e o que fazer na cidade

Compras em Lugano ?

Se você está em busca de artigos de luxo e ainda não passou nos grandes centros da Suíça como Geneve ou Zurich, Lugano pode ser um bom lugar para quem procura marcas como Louis Vuitton, Versace, Dolce&Gabbana, Moncler, Hermes, entre outras. A rua Via Nassa é o lugar certo para compras de luxo e também para um passeio no centro da cidade.  Mais a frente estão as lojas mais populares e mercadinhos.

A cidade, assim como a maioria que visitamos na Suíça, tem bons brechós espalhados pelo centro.

O que fazer em Lugano ?

A cidade que beira o lago é deliciosa na primavera e no verão, mas mesmo no inverno nós conseguimos curtir bastante a região. Foi o local mais “quentinho” da nossa viagem que durou fevereiro inteiro.

lugano cidade alta - Lugano | Onde ficar e o que fazer na cidade

O que mais fizemos em Lugano foi caminhar. Andamos no centro velho inteiro a pé, subimos até a parte alta para observar a vista e passeamos por dezenas de vielas. É tudo muito bonitinho e o tempo todo eu achava que estava na Itália.

Um dos pontos mais procurados é o Parco Civico Ciani. Com vista para o lago e no meio da natureza, é um lugar lindo para quem quer ver a hora passar olhando a natureza. 

lugano monte bre carro - Lugano | Onde ficar e o que fazer na cidade

Depois de passear bastante pela cidade, pegamos o Smart, emprestado pelo hotel, e seguimos para o Monte Brè. Nosso foco era chegar lá para ver o pôr do sol e foi mágico (aqui tem mais informações).

O Monte Brè é a montanha mais alta da região e dizem que é a mais ensolarada da Suíça. A forma mais usada para ir até a montanha é o funicular, mas ele fica fechado nos meses de janeiro e fevereiro, então tivemos que ir de carro mesmo.

Colocamos o endereço no GPS, atravessamos a cidade de Lugano e começamos a longa subida até o topo. Gastamos uns 20 minutos subindo aquela estradinha estreita e de duas mãos, que quando cruzamos com um ônibus no caminho não acreditávamos que daria para passar. Mas valeu muito a pena.

lugano mirante - Lugano | Onde ficar e o que fazer na cidade

Primeiro passamos pelo vilarejo e pensamos que tínhamos que deixar o carro lá e seguir a pé, mas não, um morador disse que tínhamos que continuar de carro mesmo pela estrada estreita, pois ainda teríamos uma bela caminhada até lá, se fossemos à pé.

Continuamos e passamos pelo primeiro mirante, mesmo com um clima nublado no alto da montanha, a vista é linda. Há um mapinha indicando os vilarejos e cidades que avistávamos lá de cima. E claro, uma fonte de água, como em todo cantinho da Suíça.

monte bre restaurante - Lugano | Onde ficar e o que fazer na cidade

Subimos mais um pouco e aí sim estávamos quase no topo da montanha, já que depois subimos mais um pouco a pé. Logo nesta paradinha do carro a vista é espetacular. O lago inteiro e parte da Itália.

Lá há restaurantes e algumas outras atrações que funcionam no verão. Nós ficamos até o pôr do sol e descemos.

por do sol monte bre - Lugano | Onde ficar e o que fazer na cidadeMonte San Salvatore é outra opção de passeio nas montanhas de Lugano é a subida ao Monte San Salvatore, o que se parece muito com o nosso Pão de Açúcar. No verão também há um funicular que sobre até lá e no site vocês poderão saber mais sobre o que fazer no alto, além de olhar a paisagem.

vista lugano - Lugano | Onde ficar e o que fazer na cidade

Catedral de São Lourenço – A belíssima catedral é visitada por quem quer ver de pertinho seus famosos afrescos e outras valiosas peças barrocas. Nós só conseguimos ver a catedral por fora, pois estava sendo reformada. Então confirme antes se a visitação estará aberta. Para chegar até lá basta subir a Via Cattedrali ou pegar o funicular que sobe até a estação de trem e descer pelas escadas laterais até a igreja, como fizemos no vídeo. A vista de lá é muito bonita e vale a pena. 

Outra igreja famosa fica na beira do lago e passamos em frente quando saímos do estacionamento do LAC. A Santa Maria degli Angioli foi construída por volta de 1500 e também conta com afrescos da época do renascimento.  

lugano lungolago - Lugano | Onde ficar e o que fazer na cidade

Passeio no lago – O lago de Lugano além de lindo tem um clima delicioso, seja no inverno ou no verão. Apesar do frio, pegamos um solzinho delícia enquanto caminhávamos à beira do lago observando os cisnes e as obras de arte. Impossível não lembrar do Rio de Janeiro com as vantagens de uma cidade de primeiro mundo.

Quem tiver tempo pode aproveitar para fazer um passeio de barco, atração sempre requisitada nas cidades suíças que possuem grandes lagos. Saiba mais sobre os passeios de barco aqui.

restaurantes lugano - Lugano | Onde ficar e o que fazer na cidade

Onde comer em Lugano ?

Isso é quase um problema uma que, foi pisar em Lugano que eu eu já jurava que estava na Itália. A comida da Suíça em geral ganha pontos na categoria queijos e algumas carnes caras e muito boas, mas vamos dizer que não é o país com menu mais interessante. Lugano faz parte da Suiça italiana, que faz fronteira com a Itália, e lá sim eu fiquei bem doida para comer em vários locais. Na Via Pessina, o centro há vários restaurantes e baraquinhas com aquelas baguettes perfeitas, gelatos italianos e belíssimas frutas nos maravilhosos mercadinhos que estão espalhados por todos os cantos.

Se você quiser uma comida com assinatura e requinte, nós amamos o restaurante do nosso hotel,  jantamos por lá as duas noites. Não é um local barato mas vale muito a pena, pelo sabor e ingredientes utilizados.

Se estiver passeando pelo centro e quiser uma massa italiana bem em conta, nós aprovamos o Pasta e Pesto que fica na rua da catedral, tem ótimas notas nos aplicativos locais e foi uma delicinha.

Agora para a sobremesa,  um café ou até mesmo no almoço, não deixe de passar no Grand Cafe Al Porto, a confeitaria mais tradicional de lá que vai deixar qualquer amante de sobremesas sem saber o que escolher. Confira a torta mousse de chocolate e o Amaretti. O prédio histórico é divino.

Aqui no site oficial há várias opções de restaurantes na cidade.

Veja mais fotos de Lugano no instagram @spicyvanillanomundo e na hashtag #SpicyVanillaNaSuiça

Quem quiser ficar por dentro de tudo que for postado aqui poderá receber o conteúdo completo de cada post em seu email. Basta assinar a newsletter do blog aqui.

Mais posts sobre a Suíça