Africa As viagens da Lu Marrocos Turismo

Lu no Marrocos | Roteiro geral da viagem

O post de hoje foi escrito e vivenciado pela Lu Flor, nossa editora de destinos diferentes. Preparem-se para posts maravilhoso deste incrível destino que é o Marrocos. 

marrocos_tour A pedido da Ci, pretendo fazer uma série de posts sobre uma das viagens mais inusitadas e surpreendentes que já fiz. Durante duas semanas meus amigos puderam acompanhar um pouquinho das belezas que o Marrocos possui e que consegui registrar. Honestamente, a beleza e energia do país não são possíveis serem captadas através de fotografias e vídeos. Farei o possível para levar todos vocês nessa viagem a esse país que dá vida as histórias das mil e uma noites.

O desejo de conhecer este destino é recente. Há pouco mais de dois anos um grande amigo começou a me contar suas aventuras por reinos até então distantes, dentre eles, o Marrocos. A princípio, suas aventuras eram o suficiente para assegurar a vontade de me aventurar por lá. Entretanto, no aniversário deste amigo, há seis meses, conheci uma pessoa extraordinária: Tahir Shah. Cineasta e escritor, Tahir Shah possui quase duas dezenas de livros publicados (até este momento, apenas dois em português), além de seus documentários. A forma como ele se comunica, através de suas palavras, produções ou dividindo suas histórias e de sua família em um bate-papo, faz com que possamos compreender melhor o porquê de sua insistência em dizer que “todos nós podemos ser exploradores. Não há espanto de ser encontrado onde quer que estejamos – é apenas uma questão de ver o mundo com outros olhos”.

Após ler seus “diários de bordo” (seus livros estão classificados no Brasil como “Cadernos de Viagem”) e de ouvir suas histórias sobre o Marrocos, decidi que precisava conhecer com meus próprios olhos esse país tão semelhante e ao mesmo tempo tão distinto da cultura brasileira.

Estava pronta para embarcar nessa aventura sozinha, porém, ao anunciar que embarcaria em pouco menos de dois meses nessa viagem, minha irmã resolveu se juntar a mim.

A viagem durou apenas duas semanas e foi dividida em três etapas: imersão cultural em Fez e região, aventura no deserto nas dunas de Erg Chebbi e hiking em Dades Valley e finalizamos na vibrante e insana Marrakech.Prometo dividir com vocês mais detalhes dessa aventura em outros posts. Neste primeiro, compartilho nosso roteiro e primeiras impressões gerais.

marrocos_casablanca

Chegamos ao Marrocos através de sua principal porta de entrada (aérea): Casablanca. Chegamos a Casablanca no início da madrugada e fomos direto para o nosso hotel no centro, próximo à antiga Medina e a Mesquita King Hassan II.

marrocos_fez

No meio da tarde do dia seguinte, seguimos para Fez (foto acima), a capital cultural do país e com sua incrível Medina-labirinto. Fes el-Bali é patrimônio mundial da UNESCO e impressiona pelo seu tamanho e pelo seu estado de preservação. Conhecemos ainda Moulay Idriss e Volubilis que ficam próximos à Fez. Fez é apaixonante e um amigo costuma dizer que os maiores tesouros de Fez estão atrás das portas das residências dentro da Medina. Todos aqueles tesouros privados e que nós, visitantes, podemos apenas imaginar a partir do que podemos visitar.

Para a segunda etapa da viagem, contratamos os serviços da Sahara Desert Crew, uma agência de turismo. Nosso guia/motorista nos encontrou em nosso Riad (hotel) na manhã em que precisamos nos despedir de Fez.

marrocos_cedar-forest

Nosso caminho até Erg Chebbi foi via Ifrane, passando pela Floresta de Cedros em Azrou (foto acima), um vilarejo Berbere. Seguimos para Midelt, acompanhados pela vista deslumbrante da cadeia de montanhas do Médio e Alto Atlas, atravessamos a fascinante Tizi Ntalghamt e a Garganta Ziz até chegarmos à cidade de Errachidia.

marrocos_Ziz_Valley

No Vale Ziz (foto acima) fizemos curtas paradas ao longo das belíssimas paisagens para admirar, fotografar, comer e para dar um descanso ao nosso novo parceiro de viagem (motorista/guia). Após passar por Erfoud e Rissani, finalmente chegamos a Erg Chebbi (foto abaixo).

marrocos_Erg_Chebbi_Dunes

Na manhã seguinte, nosso guia/motorista, nos buscou no hotel para explorar a região. Do alto de uma duna no deserto negro, recebemos algumas instruções e explicações para nos orientarmos melhor. Visitamos um vilarejo onde reside o povo Gnawa, originários do Sudão e no passado foram levados a esta região na condição de escravos. Outra pausa para mais uma visita a uma família nômade que estava morando na região naquele momento.

Andamos pelas dunas alaranjadas do deserto com a camionete, “brincando” de fazer trilha pelas dunas e usamos o curso de um rio intermitente que nesta oportunidade estava completamente seco para continuar nossa pequena aventura do dia.

Retornamos ao Kasbah (hotel) para organizar nossas coisas e encontrar o restante das pessoas, que assim como nós, passariam a noite em um acampamento nas dunas do deserto.

marrocos_Garganta_Todra

Após esta experiência incrível de acampar no deserto, que será descrita com mais detalhes em outra publicação, fomos para a Rissani, Tinghir, Garganta do Todra (foto acima) e finalmente a região da Garganta do Dades para um hiking de cinco horas, onde conhecemos mais uma família de nômades que estavam vivendo em cavernas no alto de uma das montanhas. Depois dessa belíssima experiência, seguimos pelo Vale das Rosas, Oasis de Skoura, Ouarzazate e Ait Benhaddou.

marrocos_Glaoui

No último dia, em companhia do nosso guia/motorista, seguimos para as ruínas de Glaoui (foto acima).

marrocos_Tizi-N-Tichka

Das ruínas, através do Alto Atlas e de diversas pausas pelo caminho, chegamos a Tizi-N-Tichka Pass (foto acima), o ponto mais alto desta rodovia e com uma vista extraordinária das Montanhas do Atlas.

marrocos_Essaouira

De lá, a viagem continuou até chegarmos à costa, na cidade de Essaouira (foto acima). De Essaouira saímos rumo à última parada: Marrakech (foto abaixo).

marrocos_marrakech

Ufa! Sim, esse foi apenas o resumo da viagem. Voltarei em breve para detalhar melhor os destinos e como vocês podem imaginar, há muuuitaaa história por vir.

O Marrocos é um país “com perfume”. É um dos poucos destinos que já visitei e que conseguiu me fazer aproveitar o agora. Abstrair neuras e mergulhar de cabeça nessa cultura tão rica, diversificada e tolerante.

Para conhecer um pouco mais do trabalho deste grande ser humano, Tahir Shah, sugiro conhecer seu site: www.tahirshah.com . Seus livros em português são: “A Casa do Califa: um ano em Casablanca” e “Nas Noites Árabes: uma caravana de histórias”.

Para ler todos os posts escritos pela Lu, clique aqui.

Lu

Você também pode gostar...

3 Comments

  • LILIAN L.
    08/04/2015 at 00:16

    Excelente.. muito lindo!! Vou aguardar os outros posts.. bjos

  • Marjorie M.
    18/08/2015 at 09:52

    Olá, Lu! Adorei o post! Planejo ir ao Marrocos em breve e estou programando meu roteiro. Sobre a agência Sahara Desert Crew, qual dos pacotes que eles oferecem você fez?

  • Lu Flor
    18/08/2015 at 12:39

    Olá Marjorie. Obrigada!
    Então, acabei não escolhendo nenhum dos serviços que consta no site deles e sim um orçamento de serviço personalizado. Enviei a eles apenas as datas e o que gostaria de fazer. Eles montaram os roteiros, enviaram sugestões e cuidaram de tudo: reserva de hotéis, guias, etc.
    Beijos, Lu.

Comente aqui

Translate »