• #CinthiaNaCozinha | Receitas Doces e salgadas com passo a passo

    Para facilitar a busca de todos, resolvi fazer este post com todas as receitas que foram postadas aqui no Spicy Vanilla. São receitas doces, salgadas e deliciosas. Fotos do passo a passo para ajudar até quem não ainda não tem muita experiência na cozinha. Gire a barra de rolagem e...

    Leia mais...
  • 10 itens para não esquecer na hora de planejar o orçamento da sua viagem

    Pois é pessoal, aproveitei um dos meus 30 dias em Buenos Aires e gravei um vídeo reunindo dicas que muita gente me pede. Falei sobre os 10 itens que você não deve esquecer na hora de planejar o orçamento da sua viagem. No vídeo eu comentei um pouco sobre cada...

    Leia mais...
  • Vídeo | Dicas para fazer compras nos outlets dos Estados Unidos

    Por mais que eu fale de roteiros, passeios e comidinhas, o que mais me pedem são dicas de compras. Então separei umas horinhas desta última viagem para falar sobre os famosos outlets dos Estados Unidos e dar algumas dicas úteis. Há uns 15 anos visitei meu primeiro outlet nos Estados...

    Leia mais...
Postado por Cinthia Ferreira em 28-jan-2014

#CinthiaNaCozinha |Bolo cremoso de fubá

doces, Gastronomia, Receitas

bolo_fuba_cremoso_capa

Update:  Marido conseguiu com a prima a receita antiga que a sua tia fazia, testou e ficou incrível. No fim do post tem a receita nova.

A receita de hoje é bem mais simples do que a maioria que eu posto aqui no blog. Mas como o Bolo cremoso de fubá que o marido fez resultou em vários comentários de leitores pedindo a receita, aí vai.

Primeiro o marido tentou uma receita que achou na net, mas o resultado não ficou legal. Nisso a leitora Claudia (@clau_mi ) disse ter ficado com vontade de bolo de fubá, fez a receita, postou uma foto e me linkou. Lógico que foi só o marido ver a foto para pedir a receita.

Então vamos a receita que a Claudia nos mandou e foi super aprovada. Só mudamos um pouquinho a forma de fazer pois o marido achou mais fácil bater tudo no liquidificador.

bolo_fuba_cremoso_ingredientes

Ingredientes…

1 xícara de chá de fubá
2 xícaras e meia de açúcar
1 xícara de chá de farinha de trigo
50gr de queijo ralado
4 xícaras de chá de leite
4 ovos batidos (como se fosse fazer uma omelete)
2 colheres de sopa de margarina sem sal
1 colher de sopa de fermento em pó

Preaqueça o forno a 180 graus.

bolo_fuba_cremoso_baterA receita da Claudia dizia para primeiro bater os ovos, depois misturar todos os ingredientes secos, acrescentar o leite, os ovos e a margarina e misturar bem.

O marido bateu os ovos antes e resolveu misturar tudo no liquidificador para ficar mais homogêneo. É simples assim.

bolo_fuba_cremoso_forma_2

A forma deve ser todinha untada e coberta com o próprio fubá (no lugar da farinha que sempre usamos) para o bolo não grudar.

bolo_fuba_cremoso_massaDepois é só despejar a massa na forma e levar ao forno (já preaquecido) por 30 a 40 minutos. Até a parte de cima ficar douradinha.

bolo_fuba_cremoso_formaEle usou uma forma grande demais (33×23) e por isso o bolo ficou só até a metade depois de assado e deve ser o motivo dele der ficado com a parte cremosa mais para cima do que no meio. O ideal é usar uma forma menor que esta.

Deixe esfriar uns 15 minutos antes de cortar.

bolo_fuba_cremoso_finalE assim ficou o bolo. Quentinho, cremoso, delicioso e perfeito para um lanche da tarde. Tem coisa mais simples ???
Obrigada mais uma vez Claudia 😉

.

Agora a receita de família que o marido encontrou. Esta versão leva coco no lugar de queijo ralado (algumas leitoras já tinham comentado sobre esta versão).

bolo_fuba_cremoso_coco

Ingredientes…

4 ovos
3 xícaras de leite
1 xícara de fubá
3 colheres de sopa de farinha de trigo
2 xícaras de açúcar
100 gramas de coco ralado (O coco desidratado, de “pacotinho”, deve ser hidratado antes com um pouco de água até ficar bem molhadinho).
1 colher de sopa de fermento em pó e 1 pitada de sal

O preparo…

Preaqueça o forno a 180 graus.

Bata tudo no liquidificador, adicionando o fermento por último.

Coloque em uma forma untada e enfarinhada, leve ao forno por no mínimo 30 minutos e deixe até a dourar (A massa ficará bem líquida, é nornal). Usamos uma forma de 28 x 22 cm. Não use uma forma muito menos pois o bolo ficará baixo e não formará muito bem o “recheio”

Retire do forno e espere uns 15 minutos antes de cortar. O meio ficará tipo um pudim molinho.

É delicioso !

Quer ficar de olho nas receitinhas que eu ando preparando e ainda não viraram post ? Então me segue no instagram e fique de olho na hashtag #cinthianacozinha.

Para ver as outras receitas que já postei, clica aqui.


Postado por Cinthia Ferreira em 17-jan-2014

Teste de Sabor| Qual o melhor alfajor de Buenos Aires ?

Argentina, Buenos Aires, doces, Gastronomia, Teste de Sabor, Turismo

alfajor_buenos_aires_capa

Como vocês sabem, “morei” um mês em Buenos Aires no final do ano passado. Então aproveitei a minha estadia para cumprir uma meta que eu mesma inventei, provar os melhores alfajores industrializados vendidos na cidade.

Depois desta árdua tarefa e mais de 60 alfajores (sim, eu comia 2 por dia e alguns eram repetidos rs), aí estão apenas alguns deles com a minha opinião.

alfajor_jorgito

Vou começar pelo bom e barato. Jorgito é a marca de alfajores gostosos mais em conta que achamos. Muita gente adora o Jorgito e a versão “frutas” é o preferido do marido.

A massa é macia o receio é uma geleia de frutas cremosa e bem gostosa. Além deste de frutas existem várias opções de recheios.. Esta embalagem vem com alfajores minis, mas existe embalagens individuais. São facilmente encontrados em mercadinhos e banquinhas e é um dos mais baratos e mais vendidos.

alfajor_cachafazO segundo que irei mostrar é meu favorito, amado e idolatrado Cachafaz. Nunca tinha experimentado a marca e várias leitoras me indicaram. Comprei uma caixa na primeira etapa da viagem e depois quando voltamos para passar o mês, já estava viciada no Cachafaz e comecei experimentar as variedades disponíveis.

A caixa acima é encontrada em supermercados e por ser considerado um alfajor premium, é o mais caro que encontramos e só fica abaixo do Havanna no quesito preço. Custou em média 45 reais uma caixa com 12. Eles também são vendidos separadamente em algumas banquinhas e no shopping da Recoleta tem um quiosque deles com muitas variedades e outros produtos com doce de leite.

Eu acho ele bem mais delicioso que o Havanna. Ele tem um gostinho diferente que me lembra trufa. A massa é bem macia sem esfarelar, a cobertura é gostosa e tem bastante recheio. O branco é mais docinho e o preto é mais suave. Ambos são incrivelmente deliciosos.

alfajor_cachafaz_mousse

A versão Cachafaz Mousse também é muito gostosa. Uma espécie de creme de chocolate no lugar do doce de leite é interessante para variar o sabor.

A massa é mais crocante mas eu acho o recheio um tanto gorduroso, então prefiro bem mais as versões acima.

alfajor_doce_leiteEste Cachafaz Dulce de Leche é um bem tradicional e lembra os alfajores caseiros. Ele não tem a cobertura de chocolate então você sente mais o sabor da bolacha em si.

Tem bastante recheio e coco em volta do doce de leite. É o preferido dos mais conservadores. Eu gostei bastante mas ainda prefiro o de chocolate.

alfajor_amendoas

Agora vamos para outra marca que está entre o preferido dos turistas brasileiros. Eu já tinha experimentado antes, mas só fui me ligar no nome depois de várias leitores perguntarem se eu tinha provado o tal Abuela Goye.

Abuela Goye é uma chocolateria/sorveteria que tem uma ampla linha de alfajores com produção artesanal e inúmeros sabores. Acho que é a marca com mais variedades e elas vão do tradicional glazeado, passando com nozes e rosas.

Eu acho que bem é turístico pois possui lojas muito bem posicionadas. Uma no conhecido shopping Galeria Pacifico, outra na Rua Florida, na Plaza de Mayo e uma em Puerto Madero.

Eu gostei bastante de alguns sabores mas para meu paladar ele ainda perderia para o Cachafaz, My Urban e para o Havanna facilmente.

Este de cima é uma versão com amêndoas por cima. A massa é macia, o recheio é firme e não muito doce.

alfajor_abuela_goyeUm dos que eu mais gostei da marca foi o de morango, já o marido curtiu bastante este Abuela Goye Framboesa.

Por ser branco ele é mais doce, mas a geleia é bem gostosa e a massinha é bem macia com casquinha crocante.

alfajor_abuela_amargoEste Abuela Goye Semiamargo  é perfeito para quem gosta de chocolate mas não quer vê-lo brigando com o doce de leite. Bem crocante com recheio mais firme.

Ele tem uma cobertura de chocolate bem generosa como a maioria dos alfajores da Abuela Goye.

alfajor_vauquitaO Vauquita foi feito para quem quer doce de leite com cobertura de alfajor…rs. Ele é a versão alfajor do doce de leite mais famoso e amado pela maioria.

Achei o supermercado e em algumas banquinhas e o preço é bem bacana. Ele é macio e tem um mega recheio. Para quem gosta de doce mesmo.

alfajor_my_urbanMeu segundo preferido é o My Urban. Também considerado um alfajor premium, achei ele muito parecido com o Cachafaz e por isso ganhou o segundo lugar. Não achei em mercado mas vi em várias banquinhas. É delicioso e gostaria de ter trazido um estoque para casa.

alfajor_terrabusi

O Terrabusi era um dos alfajores que eu mais comprava nas outras vezes que fui a Buenos Aires. Facilmente encontrado nas banquinhas (Quioskos) ou mercados, ele é barato e as versão são bem gostosinhas. São vendidos separados ou em bandejas com 3 ou 6.

Este Terrabusi 3X Torta tem a massa macia que lembra um brownie e duas camadas de doce de leite. É um big alfajor e bom para matar qualquer desejo.

alfajor_milka_oreoOutro que as leitoras recomendaram muito foi o Milka + Oreo. Testei vários alfajores Milka e este foi o meu preferido.

Ele tem 3 bolachas Oreo, dois recheios de mousse bem macio e uma cobertura generosa de chocolates. Crocante, gostoso e bem docinho. Tinha em mercados e banquinhas.

alfajor_chocoarroz

Um que faz bastante sucesso e tinha em tudo quanto é canto era este Chocoarroz. No lugar das “bolachinhas” duas camadas daquele doce de arroz. Tem cara de ser mais light rsrs.

Este tinha recheio de limão e cobertura de chocolate. Gelado eu acho que fica bem gostosinho pois eu amo estas bolachinhas de arroz, mas o marido diz que é horrível rs. Mais uma vez questão de gosto né ?

alfajor_havanna

E para não dizer que esqueci o famoso Havanna, ai vai uma imagem da versão com cobertura de merengue. Este não preciso falar muito pois podemos comprar aqui no Brasil e a maioria que ama alfajor já conhece.

Eu prefiro o de chocolate, mas quem curte merengue vai gostar deste aqui.

Tem lojinhas da Havanna por todo canto lá em Buenos Aires. Além dos alfajores da marca, o que faz um mega sucesso são os Havannetes, cones de chocolate com recheio de doce de leite. São os mais caros e mais conhecidos.

alfajor_pepitosAlém destes, tirei fotos de alguns outros aprovados mas não encontrei de jeito nenhum :(.  Alguns que comi e gostei foram o Blanco & Negro, o Jorgelim e outras variações de Milka e Terrabusi. Só sei que no final eu acabei comendo 6o alfajores lá e ainda comprei uma caixa de Havana no aeroporto pois nossas malas não nos permitiram trazer caixas de Cachafaz por conta dos terríveis 23 kg de limite.

Os que eu não gostei  ou não vi nada de mais…

Dei 3 exemplos acima pois são alfajores bem conhecidos, mas que não rolou para mim. O primeiro é o Pepito, versão alfajor do cookies de chocolate vendido por lá. Achei duro demais e com recheio meio gordurento.

O Alfajor Oreo não é ruim. Para mim ele é apenas uma versão da bolacha em tamanho maior com cobertura de chocolate. O Milka Oreo  é beeem melhor.

O Abuela Goye Glaseado é outro que muita gente ama mas para mim só tem gosto de sabão rs. Gosto não se discute heim…rs.

Outro que falaram maravilhas e uma vovózinha me indicou no mercado é o Suchard. Para ser sincera eu achei ele meio duro e nada demais. Mas gosto é gosto e dizem que faz um super sucesso com os locais.

Outro lugar ótimo para comprar alfajor em mercado é o Uruguay. Quando estivemos em Montevideu e Punta Del Este há alguns anos, ficamos chocados com a variedade de opções e lembro de ter voltado para o Brasil com uns 30 tipos diferentes. Não sei se ainda é assim, mas nós nos esbaldamos na época.

alfajor_caseiroAlém dos industrializados, Buenos Aires é repleta de cafés que vendem alfajores caseiros. Eu provei alguns (o da foto de cima é do Pani, um lugar liiindo que falarei em breve) mas pedi para uma verdadeira “local” dar sua opinião.

Amanda é brasileira, dona do Buenos Aires para Chicas e vive há 10 anos em Buenos Aires. Foi no blog dela que peguei milhares de dicas sobre a cidade (as outras dicas ela me deu pessoalmente rs).

Ela diz que o alfajor que ela mais gosta se chama La Olla de Cobre e  fica na cidade interiorana San Antonio de Areco, 113 km de distância de Buenos Aires. São artesanais e pela imagens parecem deliciosos.

A Amanda também postou uma receita de alfajor de colher no Buenos Aires para Chicas e eu encontrei este vídeo abaixo com uma receita que parece bem tradicional. Certeza que em breve eu farei algum.

Quem não conseguir visualizar o vídeo acima é só clicar aqui.

E você, já tem seu alfajor favorito ?

Vai para Buenos Aires e quer mais dicas ? Clique aqui para ler outros posts sobre a cidade.
.

Postado por Cinthia Ferreira em 25-fev-2013

Do It Yourself | Mil folhas com dois sabores

Gastronomia, Receitas

Receita Mil Folhas - mille feuille

A receita de hoje é mais uma mistura de sabores da fantástica cozinha da Cinthia aqui.. Eu mudei um pouquinho o tradicional doce francês Mille Feuille (Mil Folhas) acrescentando uma camada de um creme trufado delicioso. O doce dá um pouquinho de trabalho para fazer mas é fácil e delicioso.

Vamos lá…

creme de confeiteiro

Primeiro faremos o creme de confeiteiro para ter tempo dele enfriar até a hora de montar.

Os ingredientes :

500 ml de leite;

1 fava de baunilha (cortada na horizontal para utilizar a semente)  ou uma colher de chá de essência de baunilha;

5 gemas (guarde as claras para fazer um suspiro delícia);

125 g de açúcar, 25 g de farinha de trigo e 25 g de maizena. Tudo peneirado.

mil_folhas_profiteroles

Para começar é só juntar o leite com a baunilha em uma panela e levar ao fogo até levantar fervura. Reserve.

Bata as gemas com o açúcar até misturar bem e a cor ficar clarinha.  Junte a farinha e a maizena peneiradas e misture tudo.

Junte o leite a esta mistura sem parar de mexer. Vá despejando aos poucos  e misturando bem até a mistura ficar bem homogênea ( não esqueça de tirar a fava da baunilha se você a utilizou). Coloque tudo na panela do leite e volte ao fogo até a mistura engrossar mexendo sem parar com o fogo baixo. Coloque em uma vasilha, cubra com filme transparente e leve a geladeira.

mil_folhas_6

A segunda etapa é o creme de chocolate trufado que também é muito versátil e facílimo de fazer. Os ingredientes:

400 g de chocolate ao leite;

1 caixinha de creme de leite;

1 colher de sopa de mel;

Conhaque a gosto (eu coloco 50 ml).

chocolate trufado - receita

Primeiro picamos o chocolate e levamos para derreter no micro-ondas ou em banho maria. Se for no micro pode colocar 1 minuto na potência 50%, retirar e mexer bem até derreter aos poucos. O chocolate não pode esquentar quase nada, somente até derreter e ficar quase nada morno ao toque.

Depois é só acrescentar o conhaque e mexer bem. Neste momento o chocolate começará a ficar brilhante e endurecido. Agora é hora de acrescentar o creme de leite e o mel. Assim o creme volta a ficar cremoso e lisinho. Reserve até a hora da montagem.

massa folhada

Recheios prontos é hora de assarmos a massa folhada. Você pode optar por fazer a massa folhada em casa ou comprá-la congelada no mercado.

Eu usei a congelada e é só cortar, abri-la com um pau de macarrão e levar ao forno.

Você pode optar por fazer placas grande e cortar depois de assadas com cuidado para não esfarelar tudo ou já assá-las no tamanho final que pretende usar. Assá-las inteira é bem mais fácil de rechear, mas tem que ter uma boa faca e cuidado na hora de cortar os retângulos. Fica mais bonito, mas eu cortei antes por conta do espaço que tinha 🙂

montando uma mil folhas

Para a montagem você deve pegar o creme de confeiteiro e bater novamente na batedeira até o creme ficar bem lisinho. O chocolate deve estar fora da geladeira para não ficar endurecido e conseguirmos montar o doce.  Se o retângulo de massa folhada ficou muito alto é só dividi-lo ao meio.

Uma camada de massa, uma de chocolate, outra de massa, uma de creme de confeiteiro e outra de massa. Um sanduíche de doces.

Para finalizar é só peneirar açúcar de confeiteiro por cima de tudo e servir !

sobremesa trufada

 Agora se você não curte massa folhada ou não quer ter trabalho, aí vai uma segunda opção…

Sabe aquela clara que sobrou ? Pois é, faça mini suspiros e use nesta simpática montagem. Em um copinho transparente coloque uma camada de creme de confeiteiro, uma de mini suspiro, outra de chocolate  e finalize com suspiro. Não fica uma graça ?
.

Dicas:

Ambos os cremes devem ser utilizados frios, e o sabor do creme trufado de chocolate fica bem melhor no dia seguinte. Então minha sugestão é fazer os cremes um dia antes e montar somente na hora de servir.

O creme de confeiteiro pode ficar com um cheiro forte de ovo que muita gente odeia. Para minimizar isso é só tirar toda a pelinha que envolve a gema ante de usá-la.

Para fazer o suspiro bata bem as 5 clara em neve, junte aos poucos 4 xícaras de açúcar e raspas de  1 limão. Pegue um saco de confeitar ou um saquinho plástico com o pico cortado e faça gotinhas em uma forma. Leve ao forno (150 graus) até crescerem e ficarem levemente corados. Fique de olho para não queimarem.

.

123