• 10 itens para não esquecer na hora de planejar o orçamento da sua viagem

    Pois é pessoal, aproveitei um dos meus 30 dias em Buenos Aires e gravei um vídeo reunindo dicas que muita gente me pede. Falei sobre os 10 itens que você não deve esquecer na hora de planejar o orçamento da sua viagem. No vídeo eu comentei um pouco sobre cada...

    Leia mais...
  • Vídeo | Dicas para fazer compras nos outlets dos Estados Unidos

    Por mais que eu fale de roteiros, passeios e comidinhas, o que mais me pedem são dicas de compras. Então separei umas horinhas desta última viagem para falar sobre os famosos outlets dos Estados Unidos e dar algumas dicas úteis. Há uns 15 anos visitei meu primeiro outlet nos Estados...

    Leia mais...
  • Do It Yourself | Pancake de leite condensado

    Mais uma receitinha para lembrar de viagens. Uma pancake no estilo americano mas com uma receitinha adaptada e super fácil. Esta não vai ovo e vai leite condensado. Uma opção docinha para deixar um café da manhã ou um brunch bem gostosinho e com gostinho de férias nos Estados Unidos....

    Leia mais...
Postado por Cinthia Ferreira em 05-dez-2011

Um minuto de cultura | The Getty Center

California, Cultura, Estados Unidos, Los Angeles, MInhas Viagens, Turismo

Se tinha um lugar que eu jamais poderia deixar de fora nesta minha última visita a Los Angeles (tem post aqui) era o The Getty Center. Um complexo que abriga centro de pesquisas, institutos e o museu J. Paul Getty Museum

Para chegar ao complexo The Getty Center, fomos de carro até a entrada (que fica na 1200 Getty Center Drive, em média 20km do centro de L.A), estacionamos e subimos até o andar de cima, onde um trenzinho nos levou até a entrada do complexo.

Mesmo tendo visto várias fotos antes, fiquei enlouquecida e emocionada com a beleza do local logo na entrada. É magnifico, grandioso e uma visão inesquecível para os amantes da arquitetura e design. A obra foi concebida pelo arquiteto Richard Meier e deixa boquiaberto mesmo os mais indiferentes (coloquei mais fotos grandes aqui).  Com aquele ceu azul irreal e linhas perfeitas, só conseguia me imaginar dentro de um arquivo de AutoCAD rs.

Logo na entrada, siga até o guichê de atendimento para pegar um guia do museu localizar-se  dentro de cada galeria. A entrada é gratuita e você só gasta com o estacionamento, que por sinal é muito bem organizado. Depois é só seguir pela porta principal que da acesso ao museu e escolher o que visitará primeiro. Os prédios possuem escadas e elevadores, com isso fica acessível aos cadeirantes também.

Ao lado direito do último prédio da galeria, tem um observatório lindíssimo. Aliás, passei bastante pelo complexo que com certeza vai desconbrir novos cantinhos para fotos perfeitas.

Compras no museu ? Lógico. Como é de costume, quase todas as salas tem suas lojinhas de suveniers. Lá da para comprar livros dos artistas, postais, lembrancinhas e até artigos de papelaria lindíssimos. E comprei um anel muito fofo de câmera fotográfica.

E se der fome ? No piso principal existem barraquinhas vendendo lanches e outras gostosuras, no andar de baixo tem café e restaurante para almoçar (da uma olhadinha no menu) ou jantar olhando para as montanhas de Santa Mônica. Ou que tal um piquenique no jardim ? Tem um espaço dedicado a isso e repleto de famílias tomando um lanchinho e descansando.

Em cada sala, uma coleção. Além do acervo permanente, que inclui esculturas, fotografias, pinturas, manuscritos, o museu sempre recebe exposições itinerantes e belíssimas. Uma das partes que mais amei, foi a exposição Luminous Paper: British Watercolors and Drawings que infelizmente já acabou mas pode ser vista aqui. Saí de lá doida para pegar meus blocos, aquarelas e voltar para a escola de arte.

Além das incríveis contruções, o The Getty tem fantásticos jardins projetados por Robert Irwin. Tudo milimetricamente ajustado para um layout perfeito. Mesmo quem não dá a mínima por flares vai se surpreender com a beleza dos jardins espalhados pelo museu.

Eu acredito que em 3 horas dê para fazer uma visita básica ao local (olhando rapidamente as salas, andando pelos jardins e apreciando a bela arquitetura). Mas se eu tivesse mais tempo, juro que passaria facilmente o dia todo por la. Estou morrendo de saudades só de ver as fotos.

Algumas dicas: Como a maior parte do complexo é aberta, não esqueça seu protetor solar e uma garrafinha da água para conseguir visitar tudo sem morrer de sede. No frio, acredito que la em cima vente muito, então não esqueça o agasalho. Sapatos confortáveis são importantíssimo, caso contrário faltara pique para subir várias escadas, andar pelo jardim e aproveitar bastante.

Aproveitei e fiz um videozinho (bem +ou-) para mostrar um pouquinho mais do local…

Se você vai a Los Angeles e ficou interessado em conhecer o The Getty Center, separe mais uma manhã para o The Getty Villa em Malibu. Eu não consegui tempo para fazer a visita, mas dizem que é maravilhoso.

Mas se você não é da turma que gosta de museus, abra a sua mente e permita-se esta excessão, tenho certeza que não saira de lá arrependido. Nem que seja para subir ao observatório e ver Los Angeles das alturas.

Informações: O museu abre de terça a domingo das 10 as 17:30. Aos sabados fica aberto até as 21h. A entrega é gratuita e o estacionamento custa atualmente 15 dólares. Veja aqui como chegar maiores informações.

.

A mobility foi a locadora oficial do nosso passeio pela California.